Photo | Gadgets para umas férias fotográficas

Photo | O que está errado nestas fotos?

A ideia ressurgiu depois de ver este vídeo aqui. A Sorelle Amore tem sido uma inspiração brutal no meu dia-a-dia - e se não a conhecem, deviam, principalmente se gostam de fotografia e de conteúdo bom e belíssimo! - e relembrou-me deste post de 2016 em que resolvi ir vasculhar a minha galeria no Olhares. E lá no fim do post disse: "Talvez daqui a 10 anos venha ler este post e pense "que raio, Joana, tu em 2016 ainda não fotografavas nada de jeito!""...ainda não passaram 10 anos, mas eu não tenho a pretensão de adivinhar o futuro e sei lá se em 2026 ainda há Jiji, por isso vamos já fazer um check up à situação, mas com olho crítico! Venham daí essas fotos de 2016.

Este foi o ano do 6 on 6 - lembram-se? - por isso foi o ano em que me atirei à fotografia com um fulgor renovado. Por isso, muitas das fotos aqui presentes virão desse contexto - já que era o meu outlet criativo, será também o meu principal objecto de análise.








Composição? Motivo?

Um dos meus sonhos fotográficos é chegar a um ponto em que todas as minhas fotos contem uma história. E para que isso aconteça, há pelo menos dois pontos essenciais: a composição tem que guiar o olhar para onde eu quero, e o motivo tem que ser claro e com conteúdo. Nas fotos acima, consigo encontrar erros neste aspecto - o sol cortado, parecendo um mau crop; objectos à frente de quem eu queria fotografar, e não de uma forma bonita; uma facada numa boneca, que claramente não é a história que quero contar numa festa infantil (lol); fotos que visualmente até são bonitas, mas não dizem muito - a quarta foto tem o bónus da luz bonita, mas devia ter criado algum ponto de interesse.

Personal | Desafio 1 + 3 | Uma Regra: Escolher as minhas Batalhas

Tenho o sangue na guelra. O pavio curto. Fervo em pouca água. Faço tempestades em copos de água. Sofro por antecipação. Parto a louça toda. Ou talvez não. Hoje, dentro do Desafio 1+3 da Carolina, falo-vos de uma regra. Uma regra que tenho vindo a tentar implementar em várias áreas da minha vida - em algumas, com mais sucesso, noutras com menos. Escolher as minhas batalhas.


À medida que cresço - ou será que já devia dizer "envelheço"? - tento que sejam cada vez menos as coisas que me fazem ferver. Não tenho energia para tudo, e comecei a aplicar este filtro numa altura em que me vi a ir abaixo por me importar demaisiado com demasiadas coisas. Quando me convenci de que não podia ser assim, que nem todas as batalhas são minhas, e que, mesmo as que são, eu não tenho que ganhar todas, consegui estabilizar. Não vos dou nenhuma receita milagrosa nem vos digo que a serenidade vem de usar hashtags bonitas (e eu sei lá o que é a serenidade, a minha versão "calma" continua a ser acelerada!), mas se toda a onda de positivismo servir para alguma coisa, que seja para nos ensinar a escolher as nossas batalhas, as nossas prioridades.

Photo | A Beautiful Week | Julho

Juro que pensei que ia precisar de um milagre para conseguir trazer-vos esta edição do A Beautiful Week - mas afinal não! Apesar de ter passado o mês a correr e de nem ter dado conta disso, acabei por registar muitos e bons momentos. Aviso desde já que a técnica ficou para trás e dediquei-me mais às histórias (o que, confesso, nem me faz tanta confusão assim, embora eu saiba que sem contexto elas são difíceis de entender). Aqui fica o resultado de Julho do nosso desafio mensal com base no curso Capture Real Life in 52 Weeks do blog A Beautiful Mess.

Week Twenty-Seven - Smiles

Um tema proposto dentro do grupo e para o qual eu sabia que não seria difícil ter fotos das quais gostasse - ou não fossem os sorrisos genuínos uma das minhas coisas preferidas de capturar. Com uma pequena batota, ficam os momentos passados em família, o Zé a aturar-me tentando que ele posasse para a fotografia, e um extra, com a sua genuína felicidade a olhar para uma das suas coisas preferidas no mundo (nope, não me estou a referir a mim!).





Week Twenty-Eight - Pets

Este mês é totalmente dedicado ao Bao e à sua natureza curiosa, mimalha, e muito - muito! - ...como explicar... chata? Mas é um fofo!