O amor não dói

Quando a ficção é real: 1984 e a Coreia do Norte