Enjoy + Personal | Playlist para 2018

O melhor estímulo para me fazer viajar sem sair do sítio, sentir coisas que não são minhas, emocionar-me, animar ou entristecer. Perguntem ao meu encenador - se me querem dobrar, é só adivinhar a música certa! A visão é o meu sentido de criação, mas a audição é o meu sentido de inspiração. Crio histórias completas, visões, imagens na minha cabeça, se me derem uma boa banda sonora para isso. Dêem-me uns headphones com graves poderosos e um bom som, e que me deixem mexer-me à vontade, como estes aqui, e sou uma rapariga feliz - ou triste, ou melancólica, ou doida, ou...you name it.

Headphones - c/o Banggood
Estão a ver aquelas pessoas que vão a concertos e ficam quietas a gravar tudo no telemóvel? Sou tão o oposto que corro o risco de me tornar chata: canto a pulmões cheios, salto como se não houvesse amanhã, choro a ouvir uma balada ou a minha música - poderão imaginar o estado em que fiquei a ouvir a Fix You quando vi os Coldplay, e podem imaginar quão cansada estava no fim do concerto dos [reis] Foo Fighters. Não me censurem: eu sei que pareço uma pita histérica, e se calhar até sou. Se isso for sinónimo de aproveitar ao máximo a oportunidade de ouvir ao vivo e no seu melhor aquilo que outros criam com tanta paixão e que me transmite tanto, seja. Mas prometo que não calco ninguém, até me porto bem!


Contrariamente ao que esperava no início do ano, 2018 será tudo menos um ano de obrigações. Ou melhor, será um ano de alguma contenção, mas precisamente porque não vai ser de todo um ano comum: cheio de casamentos, festas, pelo menos uma viagem ou talvez até duas, e muita, muita música boa. Com cabeça, tudo se faz!

A verdade é que apesar de achar os preços que actualmente se cobram pelos bilhetes de concertos e festivais uma brutalidade, é algo a que acedo: eu e o Zé somos verdadeiros junkies por isto de ouvir as nossas bandas a actuar ao vivo, e todos os anos há pelo menos uma loucura destas. Este ano...bem, digamos que será um ano anormalmente louco - e ainda bem que podemos dar-nos a este pequeno-grande-luxo, porque o meu coração partia-se se perdesse algumas destas oportunidades, e ele ficaria a vida inteira a remoer se perdesse outras. Vá lá que temos vícios parecidos, só se estraga uma casa!



Entretanto, enquanto os concertos não chegam, vou satisfazendo o vício online com a playlist que vos deixei ali em cima, com os meus novos fones porreirinhos, com bluetooth da Banggood e que me deixam dançar pela casa toda (disclaimer: as paredes do meu prédio são demasiado finas para pôr a aparelhagem aos berros) e deixo-vos também um cheirinho do que tenho ouvido e do que vou ouvir. Playlist em actualização!

Encontramo-nos em algum lado este ano? :)

As peças marcadas com c/o foram gentilmente cedidas pela marca. O conteúdo publicado é da minha autoria e a minha opinião honesta.


7 comentários :

  1. Jiji! Identifiquei-me tanto com a descrição que fizeste de ti em concertos. Sou tal e qual. A minha irmã brinca muito comigo, porque, num concerto a que fomos juntas, eu estava a saltar e a dançar sem vergonhas e ela estava quietinha - primeiro concerto dela! - e eu virei-me e disse-lhe bem alto: «Tens de sentir, Di, salta, dança, canta, mas, sente!» e continuo a defender isto. Os bilhetes são caros, está certo, porém, é maravilhoso ver os nossos artistas favoritos ao vivo e aproveitar cada segundo das suas vozes, da sua arte com cordas, baterias ou ouros instrumentos.

    E esta playlist já foi gravada por mim. Com tantos nomes que adoro e oiço diariamente. Com nomes que vou ver ao vivo este ano. Uau, parece ter sido feita mesmo à minha medida.

    Beijinhos,
    Joaninha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É tão, tão isso, Joaninha! A música liga-nos mesmo: aos outros, ao mundo e à vida. Há uma energia qualquer que só me invade em concertos, e vejo que és igual :D ainda nos vemos por aí! Um beijo <3

      Eliminar
  2. "Feel it Still" é a minha "jam" dos últimos dias :D Não há que ter vergonha de curtir a vida! No way, no how! You go, girl ^^,

    ResponderEliminar
  3. sinto tanta pena de não ter conseguido bilhete para Pearl Jam, é um desgosto enorme. Este ano vai ser sem concertos, o que pra nós também é uma raridade. beijinho

    https://iispinklove.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Que playlist maravilhosa! Em concertos sou tal e qual como tu, às vezes tanto que nem uma foto tiro para recordação!!! Beijinhos*

    ResponderEliminar
  5. Juanita, tu bem sabes o quão tolo fico em concertos... :p No shame in that! :D
    Se não for em mais, pelo menos no Yann Tiersen encontramo-nos :)

    ResponderEliminar
  6. Se fores ver os Muse, encontramos-nos por lá. Eu queria era ter tido a sorte de conseguir dois bilhetes para os U2 :(

    Blogue Meraki
    Redes sociais: Facebook || Instagram

    ResponderEliminar