Enjoy + Personal | Movie 36 | Da Persistência

Três filmes em Março, os três completamente diferentes - e ainda assim consegui ver neles algo em comum: viva a persistência! 


É algo que me falta, confesso: há uma diferença entre ser teimosa e ser persistente. Teimosa, às vezes sou - nem que seja só para ter o prazer de dizer que "fiz" algo ou que tenho razão. Já persistente... só se for algo em que acredito mesmo muito. Sou optimista no que toca a acreditar que tudo vai ficar bem, mas muitas vezes é pela via do "as coisas resolvem-se" e não tanto pelo "eu vou fazer acontecer".
Olá curso de fotografia em que nunca me inscrevi porque "para quê?"; olá guitarra encostada no meu sótão porque "nunca vou conseguir aprender isto"; olá formação em teatro na qual nem me inscrevi porque "nunca vou passar nos castings"; olá desporto que nunca fiz durante mais de três meses seguidos. Nem sei como é que este blog já vai a caminho dos três anos - eu devo gostar mesmo disto!

Anyway, que a hora já vau tardia e possivelmente o sono estará a fazer-me escrever mais do que queria, a lição que vejo em comum em todos estes filmes é incrivelmente relevante para mim: às vezes, vale mesmo a pena insistir naquilo em que acreditamos, mesmo que tenhamos muitas dúvidas. What if...

O primeiro filme do mês contou com o que considero ter sido a melhor interpretação que vi nos último tempos: digam o que disserem do homem, mas lá que o Gary Oldman esteve genial no Darkest Hour, isso não se pode negar. Para além disso, todo o lado histórico, a descoberta de alguém tão sui generis e a imagem global deste filme não nos pode deixar indiferentes. A não perder!



A Idade da Pedra vai ficar para sempre gravado na minha memória como o filme que fui ver com o meu irmão ao cinema depois do convite que muito agradeço para ir à antestreia, num regresso da dupla maravilha depois de longos anos sem irmos ao cinema juntos! E o que podia ser melhor para um siblings date do que um filme parvinho de animação?! A verdade é que gostei mesmo do filme! Não é um filme capaz de nos deixar super pensativ@s, claro, mas é perfeito para umas gargalhadas e uma hora e meia bem passada com os miúdos a passar-lhes uma boa mensagem.


O Julie & Julia apareceu-me no Netflix e eu não hesitei: queria vê-lo quando saiu, mas entretanto esqueci-me dele, e relembrando-o agora não poderia deixar de ver a tão querida Meryl Streep em mais uma interpretação-maravilha. Esta mulher tem uma naturalidade a representar personagens que nada têm de natural que me deixa espantada! Um filme maravilhoso de se ver: alegre, feliz, com boa comida e - guess what - há um blog à mistura! Um história que nos faz acreditar que pode nascer algo muito bom das nossas paixões.



Publicação inserida no projeto #MOVIE36
A criadora, Carolayne Ramos, do blogue "IMPERIUM"
A parceira oficial, Sofia Costa Lima, do blogue "A Sofia World"
As participantes:
Inês Vivas, "VIVUS" | Vanessa Moreira, "Make It Flower" | Joana Almeida, "Twice Joaninha
Joana Sousa, "Jiji" | Alice Ramires, "Senta-te e Respira" | Cherry, "Life of Cherry"
Sónia Pinto, "By The Library" | Francisca Gonçalves, "Francisca" | Inês Pinto, "Wallflower
Carina Tomaz, "Discolored Winter" | Sofia Ferreira, "Por onde anda a Sofia"
Rosana Vieira, "Automatic Destiny" | Abby, "Simplicity" | Sofia, "Ensaio Sobre o Desassossego"


4 comentários :

  1. Já que estou de 'férias' acho que os vou ver :)
    Uma boa Páscoa, querida!
    Beijinhos*
    https://o-bem-me-quer.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Tenho de ver a Idade da Pedra!
    Um beijinho grande*
    Vinte e Muitos

    ResponderEliminar
  3. Tenho muito muito de ver o Julie and Julia (sou até capaz de o fazer ainda hoje)!
    O Darkest Hour vi toda ansiosa ainda antes dos Oscars e adorei a interpretação do Gary Oldman, acho que se não fosse por ele o filme não teria tanta piada :p

    http://mywanderingdayss.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Mesmo :( Que tristeza!
    Siiim, mas podemos sempre ver-nos antes. É uma questão de juntarmos um grupinho e fazermos um brunch :D

    Não vi nenhum filme porque não sou muito ligado ao cinema. E devia! Devia porque sempre se aprende alguma coisa.. acho-me sempre sem tempo para os ver!
    Ainda assim, se a persistência está subjacente, então tenho mesmo de passar um olho por eles. Ou por um deles, vá! O Julie & Julia no caso, precisamente por haver um blog!

    Pensando bem, tens sido persistente com o blog, uma vez que já conta com 3 anos e, por muitos break downs que tenhamos, continuamos por aqui. Isso já quer dizer alguma coisa!

    NEW REVIEW POST | YOU MUST HAVE THIS SHAMPOO. :o
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar